topo
meio_simbolo riscas1
  simbolo_bottom  
espaço
 
editora
separador
espaço
separador
espaço
 
produtos
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
 
Instruções aos autores
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
separador
espaço
 
 
 

 
Livros
separador Revistas

separador REVISTA ARQUITECTURA LUSÍADA
espaço

capa

Encomendas

Título: Revista Arquitectura Lusíada.
Director: Sérgio José Castanheira Infante
Número: 2 (1.º semestre 2011)
Local:
Lisboa
Ano: 2011
Páginas: 188
ISSN: 1647-9009
Depósito Legal: 318101/10
Periodicidade: Semestral
Dimensões: 29,6x20,9 cm
Encadernação: Brochado
Apoio: Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Peso: 740 gr
Preço: - €

  1. Castro Marim: o castelo e o forte como elementos estruturantes do tecido humano.
    Liliane Nogueira Fragata e Alexandra de Carvalho Antunes
  2. A arquitectura como A-POC.
    César Alexandre Gomes Machado Moreira

Aos conteúdos que integravam o ensino da Arquitectura têm vindo a ser acrescentadas preocupações didácticas que muito oportunamente contemplam um renovado olhar sobre o ambiente, a sustentabilidade e a responsabilidade social e profissional dos arquitectos.

Destacamos a reabilitação funcional e o incremento do conforto ambiental das edificações antigas, estabelecendo não só normas quantitativas e qualitativas técnicas, mas implicando também uma reflexão sobre a compatibilidade do uso dos espaços com o valor histórico-cultural dos edifícios; a utilização de materiais e técnicas modernas em edifícios antigos e a utilização de técnicas tradicionais na arquitectura contemporânea; a preocupação com a segurança de pessoas e bens, estudando dispositivos a prever face à possibilidade de ocorrência de catástrofes naturais, incêndios, inundações, tremores de terra, ciclones.

Já no "Relatório e Recomendações sobre a Formação em Arquitectura", adoptado pelo Comité Consultivo das Comunidades Europeias (Maio 1989) se referia no ponto VII - Especialização: "A especialização em Arquitectura é cada vez mais útil, podendo ter por base uma investigação adequada. Todos os estudantes deveriam ser sensibilizados para este campo de estudos, podendo alguns deles orientar a sua carreira futura para especializações decorrentes da sua qualificação como Arquitectos." O presente Processo de Bolonha isso tem vindo a permitir e encorajar.

A área da recuperação, para além da exigência do domínio da metodologia do projecto arquitectónico e dos conhecimentos gerais tecnológicos tem especificidades próprias complementares, desde o posicionamento ético perante a herança cultural até aos materiais e técnicas de reparação, de conservação e de preservação, passando pela própria organização do estaleiro e condução dos trabalhos em obra. O actual momento económico torna incontornável esta área de actuação.

E cada vez mais os jovens arquitectos devem ser capazes de responder a solicitações concretas em ambientes geográficos e culturais diferentes daqueles em que tem as suas vivências habituais, e poder mesmo vir praticar a profissão de forma continuada em países estrangeiros. Uma boa percepção do mosaico territorial e social que constitui a Europa será básico para aprender a profissão e para isso muito tem contribuído o Programa Erasmus.

A multiplicidade de facetas correspondentes a diferenças culturais que se manifestam em problemas concretos que terão que resolver, vão das especificidades na formulação da encomenda e da definição do programa até ao domínio de saberes alargados. A nossa Universidade, através das suas Faculdades de Arquitectura e Artes, e modestamente através desta revista, para isso pretende contribuir. (Sérgio Infante)

topo  topo



   

separador
espaço
 
   
 
espaço

separador
espaço
 
   
 
espaço

separador
espaço
 
   
 
espaço

separador
espaço
 
   
 
espaço

separador
espaço
 
   
 
espaço

separador
espaço
 
   
 
 
espaço

 
  simb.reader Download Acrobat Reader    simb. winzip Download Winzip  
espaço
espaço


Copyright © 2003 Universidade Lusíada de Lisboa | Todos os direitos reservados
Resolução 800x600 pixeis | Internet Explorer 4.0
Actualizado em